segunda-feira, 20 de junho de 2016

Temos limão cravo aqui no meu pedacinho de céu e este ano deram muitas frutas, então resolvi fazer uma geléia, mas tinha que ser diet pois estou evitando açúcar. Pesquisei aqui e ali, fiz algumas adaptações e aqui está minha geléia de limão cravo diet.


Ingredientes:
Suco de 12 limões cravo
300 ml de água
2 x de adoçante culinario forno e fogão
1 pau de canela
2 colheres (sopa) de maizena
Casca de um limão cravo


Modo de preparo
Levar o suco com o adoçante e o pau de canela ao fogo até reduzir a metade. A parte leve a casca para aferventar por umas seis vezes até sair o amargor. Corte a casca em tirinhas finas e junte ao suco reduzido. Acrescente a água e a maizena dissolvida em um pouco de água. Junte ao suco , ainda quente, deixe dissolver bem, deixe engrossar e coloque num vidro bem fechado e leve a geladeira.


Obs.: 1) ainda não consegui chegar na quantidade certa de gelatina, coloque na primeira vez uma quantidade menor que uma colher de sobremesa mas ficou muito mole voltei então ao fogo e acrescentei um pouco mais e achei q poderia ter ficado um pouco mais mole. Acredito que se colocar a colher de sobremesa cheia, o que não fiz no início, fique o ideal realmente.
2) fica bem azedinha, mas não amarga. 
3) as cascas fazem toda diferença, aromatizando a geléia!
Espero que gostem!!
12:54 Neyma
Temos limão cravo aqui no meu pedacinho de céu e este ano deram muitas frutas, então resolvi fazer uma geléia, mas tinha que ser diet pois estou evitando açúcar. Pesquisei aqui e ali, fiz algumas adaptações e aqui está minha geléia de limão cravo diet.


Ingredientes:
Suco de 12 limões cravo
300 ml de água
2 x de adoçante culinario forno e fogão
1 pau de canela
2 colheres (sopa) de maizena
Casca de um limão cravo


Modo de preparo
Levar o suco com o adoçante e o pau de canela ao fogo até reduzir a metade. A parte leve a casca para aferventar por umas seis vezes até sair o amargor. Corte a casca em tirinhas finas e junte ao suco reduzido. Acrescente a água e a maizena dissolvida em um pouco de água. Junte ao suco , ainda quente, deixe dissolver bem, deixe engrossar e coloque num vidro bem fechado e leve a geladeira.


Obs.: 1) ainda não consegui chegar na quantidade certa de gelatina, coloque na primeira vez uma quantidade menor que uma colher de sobremesa mas ficou muito mole voltei então ao fogo e acrescentei um pouco mais e achei q poderia ter ficado um pouco mais mole. Acredito que se colocar a colher de sobremesa cheia, o que não fiz no início, fique o ideal realmente.
2) fica bem azedinha, mas não amarga. 
3) as cascas fazem toda diferença, aromatizando a geléia!
Espero que gostem!!

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Acabou o arroz integral, meu preferido, abro a despensa e vejo cuscuz marroquino, que eu amo, então foi o que substituiu o arroz. Foi uma ótima combinação!


Ingredientes:
1/2 kg de filé mignon suíno em cubos
1/2 cebola picada 
1 dente de alho picado
1 X de tomate pelati picado
1/4 X de vinho tinto
2 cs de azeite
Sal e pimenta do reino a gosto
Salsinha picada
1 X de cuscuz marroquino



Modo de preparo:
Cobrir o cuscuz marroquino com água quente salgada e deixar hidratar. Reservar.
Temperar os cubos de filé mignon a gosto com sal, pimenta, alho etc. Refogar com azeite, alho e cebola, deixar dourar. Acrescentar o vinho e o tomate, deixar ferver e formar um molho. Juntar a salsa.

20:13 Neyma
Acabou o arroz integral, meu preferido, abro a despensa e vejo cuscuz marroquino, que eu amo, então foi o que substituiu o arroz. Foi uma ótima combinação!


Ingredientes:
1/2 kg de filé mignon suíno em cubos
1/2 cebola picada 
1 dente de alho picado
1 X de tomate pelati picado
1/4 X de vinho tinto
2 cs de azeite
Sal e pimenta do reino a gosto
Salsinha picada
1 X de cuscuz marroquino



Modo de preparo:
Cobrir o cuscuz marroquino com água quente salgada e deixar hidratar. Reservar.
Temperar os cubos de filé mignon a gosto com sal, pimenta, alho etc. Refogar com azeite, alho e cebola, deixar dourar. Acrescentar o vinho e o tomate, deixar ferver e formar um molho. Juntar a salsa.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Almoço especial para a família e amigos especiais. Adoro Camarão na moranga e fiz pela segunda vez! Dá um trabalhinho mas o resultado compensa!

Ingredientes:
1 moranga grande
1 kg de camarão médio descascados
8 camarões VG com casca
2 cebolas picadas
1 cabeça de alho
6 Tomates sem pele e sem semente
2 tabletes de caldo de legumes
1 molho de cheiro verde
1  X de azeite
1 vd de leite de côco 
1/2 X de vinho branco
1/2 X de purê de tomate
300g de catupiry 
Sal e pimenta do reino a gosto 


Modo de preparo
Retire uma tampa da moranga e com uma colher retire toda semente. Embrulhe em papel alumínio e leve ao forno quente por meia hora, verifique se já está macia espetando um palito, caso seja necessário deixe mais um pouco no forno, lembrando que ainda voltará ao forno quando estiver recheada.
Tempere o camarão com alho (dois dentes) sal e limão. Reserve.
Frite o alho em meia xícara de azeite, até começar a dourar, junte a cebola e os tomates sem pele nem semente e o purê de tomate. Acrescente o vinho branco e deixe ferver, para que evapore, junte o caldo de legumes e deixe cozinhar em fogo baixo até que o molho fique homogêneo. Junte então os camarões reservados deixando até que estejam cozidos, uns dois minutos. Caso seja necessário acrescente um pouco de água. No final do cozimento acrescente o leite de côco e o cheiro verde picado.
Forre o fundo e as laterais da moranga, já cozida, com o catupiry(250g) e recheie com o molho de camarão, cobrindo com o restante do catupiry.
Dez minutos antes de servir leve novamente ao forno, sem cobrir, besuntando com azeite do lado de fora da moranga para dar brilho.
Tempere os camarões VG com alho, limão, sal e pimenta e frite no azeite restante. Sirva por cima da moranga para decorar.



17:40 Neyma
Almoço especial para a família e amigos especiais. Adoro Camarão na moranga e fiz pela segunda vez! Dá um trabalhinho mas o resultado compensa!

Ingredientes:
1 moranga grande
1 kg de camarão médio descascados
8 camarões VG com casca
2 cebolas picadas
1 cabeça de alho
6 Tomates sem pele e sem semente
2 tabletes de caldo de legumes
1 molho de cheiro verde
1  X de azeite
1 vd de leite de côco 
1/2 X de vinho branco
1/2 X de purê de tomate
300g de catupiry 
Sal e pimenta do reino a gosto 


Modo de preparo
Retire uma tampa da moranga e com uma colher retire toda semente. Embrulhe em papel alumínio e leve ao forno quente por meia hora, verifique se já está macia espetando um palito, caso seja necessário deixe mais um pouco no forno, lembrando que ainda voltará ao forno quando estiver recheada.
Tempere o camarão com alho (dois dentes) sal e limão. Reserve.
Frite o alho em meia xícara de azeite, até começar a dourar, junte a cebola e os tomates sem pele nem semente e o purê de tomate. Acrescente o vinho branco e deixe ferver, para que evapore, junte o caldo de legumes e deixe cozinhar em fogo baixo até que o molho fique homogêneo. Junte então os camarões reservados deixando até que estejam cozidos, uns dois minutos. Caso seja necessário acrescente um pouco de água. No final do cozimento acrescente o leite de côco e o cheiro verde picado.
Forre o fundo e as laterais da moranga, já cozida, com o catupiry(250g) e recheie com o molho de camarão, cobrindo com o restante do catupiry.
Dez minutos antes de servir leve novamente ao forno, sem cobrir, besuntando com azeite do lado de fora da moranga para dar brilho.
Tempere os camarões VG com alho, limão, sal e pimenta e frite no azeite restante. Sirva por cima da moranga para decorar.



quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Minha irmã Neyva está fazendo geleias artesanais divinas, exóticas e deliciosas.
São as geleias da Vó Mindoca. Caso alguém esteja interessado ela está vendendo a R$14,90 cada vidro. É só entrar em contato pelo e-mail neyva.gogan@gmail.com 
Vale a pena experimentar, sabores diferenciados, produtos de primeira qualidade e harmonizações exóticas e surpreendentes!
22:33 Neyma
Minha irmã Neyva está fazendo geleias artesanais divinas, exóticas e deliciosas.
São as geleias da Vó Mindoca. Caso alguém esteja interessado ela está vendendo a R$14,90 cada vidro. É só entrar em contato pelo e-mail neyva.gogan@gmail.com 
Vale a pena experimentar, sabores diferenciados, produtos de primeira qualidade e harmonizações exóticas e surpreendentes!

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Estes sabores são muito especiais para mim, combinação de tapioca com coco...me lembram cuscuz de tapioca, infância, casa de minha avizinha Mindoca e támbem Manuas, os deliciosos dois anos que passamos lá, amigos queridos, lugares lindos, muitas emoções e presença sempre constante do pudim de tapioca em todas as festas e comemorações! 
Quando encontrei esta receita, no Panelaterapia, não resisti e aqui está!


Ingredientes:
50 g de coco ralado
400 ml de leite
200 ml de leite de coco
1 lata de leite condensado
2/3 X de tapioca granulada
2 ovos

.
Modo de preparo:
Numa vasilha misture a tapioca com o coco ralado. Aqueça o leite com o leite de côco  até começar a ferver. Desligue e acrescente a tapioca e o côco. Deixe descansar por uma hora ou até os grãos da tapioca estarem macios. De vez em quando mexa a mistura para que a tapioca não grude no fundo.
Bata no liquidificador o leite condensado e os ovos e acrescente a mistura da tapioca.
Caramelize uma forma de buraco no meio, coloque a massa e leve ao forno para assar em banho maria até ficar firme. Desenforme somente depois de gelado.
13:21 Neyma
Estes sabores são muito especiais para mim, combinação de tapioca com coco...me lembram cuscuz de tapioca, infância, casa de minha avizinha Mindoca e támbem Manuas, os deliciosos dois anos que passamos lá, amigos queridos, lugares lindos, muitas emoções e presença sempre constante do pudim de tapioca em todas as festas e comemorações! 
Quando encontrei esta receita, no Panelaterapia, não resisti e aqui está!


Ingredientes:
50 g de coco ralado
400 ml de leite
200 ml de leite de coco
1 lata de leite condensado
2/3 X de tapioca granulada
2 ovos

.
Modo de preparo:
Numa vasilha misture a tapioca com o coco ralado. Aqueça o leite com o leite de côco  até começar a ferver. Desligue e acrescente a tapioca e o côco. Deixe descansar por uma hora ou até os grãos da tapioca estarem macios. De vez em quando mexa a mistura para que a tapioca não grude no fundo.
Bata no liquidificador o leite condensado e os ovos e acrescente a mistura da tapioca.
Caramelize uma forma de buraco no meio, coloque a massa e leve ao forno para assar em banho maria até ficar firme. Desenforme somente depois de gelado.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Fazendo alguns testes de bolo sem farinha, substituindo por farelo de aveia, cheguei a esta receita que deu muito certo!
O bolo ficou fofinho apesar de não ter crescido muito!

Ingredientes:
2 x de farelo,
2x de adoçante culinario, 
3 cenouras, 
1/2 x de oleo,
 3 ovos.
2 cs de fermento em pó. 

Modo de preparo:
Bater no líquidificador as cenouras, o oleo e os ovos.
Depois misturar ao farelo e o fermento.
Cobrir com uma calda de creme de leite light com cacau em pó e adoçante.

16:01 Neyma
Fazendo alguns testes de bolo sem farinha, substituindo por farelo de aveia, cheguei a esta receita que deu muito certo!
O bolo ficou fofinho apesar de não ter crescido muito!

Ingredientes:
2 x de farelo,
2x de adoçante culinario, 
3 cenouras, 
1/2 x de oleo,
 3 ovos.
2 cs de fermento em pó. 

Modo de preparo:
Bater no líquidificador as cenouras, o oleo e os ovos.
Depois misturar ao farelo e o fermento.
Cobrir com uma calda de creme de leite light com cacau em pó e adoçante.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Almôndegas congeladas, almoço rápido, sem tomate ou molho de  tomate, uma sobrinha de vinho na garrafa... Bem, a saída foi vasculhar a despensa e a geladeira e improvisar... Achei um finalzinho de funghi secchi, azeitonas e alcaparras. Daí nasceram estas almôndegas ao vinho.





Ingredientes

15 almôndegas (600g)
1cs azeite
1cs margarina
1 copo de vinho tinto
1 copo de água
1 cs de alho picado
2 cs de alcaparras
2 de azeitonas picadas
6 hastes de fungai sechi
1 cenoura pequena picada
1 envelope de caldo de carne em pó
Pimenta do reino a gosto
1 cc de creme de balsâmico
Ervas de provence a gosto.
1 cs de creme de leite





Modo de preparo:
Doure as almôndegas no azeite com a margarina. Reserve. Na mesma panela acrescente os outros ingredientes, menos o creme de leite, e deixe ferver por uns dois minutos antes de acrescentar as almôndegas reservadas. Antes de servir junte o creme de leite.


18:04 Neyma
Almôndegas congeladas, almoço rápido, sem tomate ou molho de  tomate, uma sobrinha de vinho na garrafa... Bem, a saída foi vasculhar a despensa e a geladeira e improvisar... Achei um finalzinho de funghi secchi, azeitonas e alcaparras. Daí nasceram estas almôndegas ao vinho.





Ingredientes

15 almôndegas (600g)
1cs azeite
1cs margarina
1 copo de vinho tinto
1 copo de água
1 cs de alho picado
2 cs de alcaparras
2 de azeitonas picadas
6 hastes de fungai sechi
1 cenoura pequena picada
1 envelope de caldo de carne em pó
Pimenta do reino a gosto
1 cc de creme de balsâmico
Ervas de provence a gosto.
1 cs de creme de leite





Modo de preparo:
Doure as almôndegas no azeite com a margarina. Reserve. Na mesma panela acrescente os outros ingredientes, menos o creme de leite, e deixe ferver por uns dois minutos antes de acrescentar as almôndegas reservadas. Antes de servir junte o creme de leite.


terça-feira, 12 de maio de 2015

Já há algum tempo que estou querendo fazer homus, pois gostamos muito e comemos sempre num restaurante bem legal aqui em Itaipava, o ,Restaurante Alif .
Então resolvi pesquisar o pão arabe e achei uma receita bem fácil, aqui, que ficou muito boa. Aproveitando o almoço do dia das màes, fiz então o homus e o pão árabe. Ficou tudo ótimo. Aqui vão as receitas:



HOMUS
Ingredientes:
2 caixinhas de grão de bico cozido
2 dentes de alho
3 colheres (sopa) de azeite
Sal a gosto
1 colher (sopa) de tahine
Suco de 1/2 limão siciliano
2 colheres (sopa) de salsinha picada

Modo de preparo:
Coloque o grão de bico escorrido, o sal, o tahine e o alho no processador. Bata até formar uma pasta homogênea. Caso seja necessário acrescente um pouco da água. No final junte o azeite e a salsinha.




PÃO ÁRABE
- 4 xicaras de farinha.
- ½ colher de sopa de fermento biológico seco
- 1 colher de sopa de açúcar.
- 1 colher de chá de sal.
- 1 e ½ copo de água (pode variar)


Modo de preparo:
  1. Em um reservatório fundo, misture bem a farinha e o sal.
  2. Misture a parte o fermento, o açúcar e meio copo de água na temperatura ambiente.
  3. Faça uma abertura no centro da farinha e coloque nela a mistura acima, deixe o reservatório coberto sem misturar o conteúdo por dez minutos, quando retornar a mistura liquida deve apresentar uma espuma.
  4. Comece a misturar a farinha com a mistura do fermento e a água restante, o uso da água depende da umidade ambiente e do tipo de farinha por isso é impossível predeterminar a quantidade exata de água, mas a massa deve ficar mais úmida do que a massa de pizza.
  5. Deixe a massa descansar por 10 minutos.
  6. Divida a massa em porções medias e solve em formato de bolas com o uso de um pouco de farinha, deixe descansar as bolas por 3 horas.
  7. Abra as bolas da massa com o auxílio de farinha numa espessura de aproximadamente meio centímetro.
  8. Abra um pano de cozinha limpo em uma numa bandeja, polvilhe o pano com um pouco de farinha, distribua bem com as mãos, coloque o disco da massa aberto no pano com farinha, polvilhe mais farinha acima do disco e distribui bem, cubra o mesmo com o mesmo ou outro pano, e repita o processo construindo camadas dos discos separadas pelo pano e pela farinha.
  9. Deixe descansar em um lugar aquecido (não no forno quente) por 20 a 25 minutos.
  10. Pré-aqueça o forno para a temperatura de 300 graus ou maior.
  11. Descubra o primeiro disco coloque individualmente no forno até ele estufar e ficar dourado por ambos os lados. De preferência use a própria base do forno para assar os pães.
  12. Outro modo pode ser feito com uma panela muito aquecida no fogão na qual você coloca o disco usando o próprio pano em que se apóia e tira o pano logo em seguida.
  13. pode ser necessário virar o pão enquanto assa.






13:58 Neyma
Já há algum tempo que estou querendo fazer homus, pois gostamos muito e comemos sempre num restaurante bem legal aqui em Itaipava, o ,Restaurante Alif .
Então resolvi pesquisar o pão arabe e achei uma receita bem fácil, aqui, que ficou muito boa. Aproveitando o almoço do dia das màes, fiz então o homus e o pão árabe. Ficou tudo ótimo. Aqui vão as receitas:



HOMUS
Ingredientes:
2 caixinhas de grão de bico cozido
2 dentes de alho
3 colheres (sopa) de azeite
Sal a gosto
1 colher (sopa) de tahine
Suco de 1/2 limão siciliano
2 colheres (sopa) de salsinha picada

Modo de preparo:
Coloque o grão de bico escorrido, o sal, o tahine e o alho no processador. Bata até formar uma pasta homogênea. Caso seja necessário acrescente um pouco da água. No final junte o azeite e a salsinha.




PÃO ÁRABE
- 4 xicaras de farinha.
- ½ colher de sopa de fermento biológico seco
- 1 colher de sopa de açúcar.
- 1 colher de chá de sal.
- 1 e ½ copo de água (pode variar)


Modo de preparo:
  1. Em um reservatório fundo, misture bem a farinha e o sal.
  2. Misture a parte o fermento, o açúcar e meio copo de água na temperatura ambiente.
  3. Faça uma abertura no centro da farinha e coloque nela a mistura acima, deixe o reservatório coberto sem misturar o conteúdo por dez minutos, quando retornar a mistura liquida deve apresentar uma espuma.
  4. Comece a misturar a farinha com a mistura do fermento e a água restante, o uso da água depende da umidade ambiente e do tipo de farinha por isso é impossível predeterminar a quantidade exata de água, mas a massa deve ficar mais úmida do que a massa de pizza.
  5. Deixe a massa descansar por 10 minutos.
  6. Divida a massa em porções medias e solve em formato de bolas com o uso de um pouco de farinha, deixe descansar as bolas por 3 horas.
  7. Abra as bolas da massa com o auxílio de farinha numa espessura de aproximadamente meio centímetro.
  8. Abra um pano de cozinha limpo em uma numa bandeja, polvilhe o pano com um pouco de farinha, distribua bem com as mãos, coloque o disco da massa aberto no pano com farinha, polvilhe mais farinha acima do disco e distribui bem, cubra o mesmo com o mesmo ou outro pano, e repita o processo construindo camadas dos discos separadas pelo pano e pela farinha.
  9. Deixe descansar em um lugar aquecido (não no forno quente) por 20 a 25 minutos.
  10. Pré-aqueça o forno para a temperatura de 300 graus ou maior.
  11. Descubra o primeiro disco coloque individualmente no forno até ele estufar e ficar dourado por ambos os lados. De preferência use a própria base do forno para assar os pães.
  12. Outro modo pode ser feito com uma panela muito aquecida no fogão na qual você coloca o disco usando o próprio pano em que se apóia e tira o pano logo em seguida.
  13. pode ser necessário virar o pão enquanto assa.






quinta-feira, 16 de abril de 2015

Bem, após muitas mudanças, inclusive físicas, após passar dois anos em Manaus, mais dois no Rio, finalmente estou em minha casinha em Itaipava, um sonho realizado! Mesmo ainda em meio a obras, retorno devagarinho ao Vó Mindoca! 
Ontem fiz um molho para ravioli para o almoço de meu marido que ficou bem gostoso! Fácil e prático para quando temos pouco tempo mas mesmo assim queremos caprichar. Perfeito para os principiantes na cozinha, muitos sabores e uma boa opção ao "cansado" molho de tomate!
Espero que gostem!!



MOLHO A PROVENÇAL

INGREDIENTES: (p/ duas pessoas)

  • 300 g de ravioli pronto
  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho grande
  • 4 azeitonas sem caroço  picadas
  • 1 tomate picado
  • 1/2 colher (café) de ervas de provence
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1/2 xícara de vinho branco
MODO DE PREPARO:
Frite a cebola no azeite, quando começar a ficar transparente acrescente o alho e deixe dourar. Junte então o tomate e as azeitonas, deixando que amoleçam um pouco. Acrescente o vinho, o sal, a pimenta e as ervas, deixando ferver por mais 5 minutos. Junte os ravioles cozidos ao molho e sirva bem quente.
12:21 Neyma
Bem, após muitas mudanças, inclusive físicas, após passar dois anos em Manaus, mais dois no Rio, finalmente estou em minha casinha em Itaipava, um sonho realizado! Mesmo ainda em meio a obras, retorno devagarinho ao Vó Mindoca! 
Ontem fiz um molho para ravioli para o almoço de meu marido que ficou bem gostoso! Fácil e prático para quando temos pouco tempo mas mesmo assim queremos caprichar. Perfeito para os principiantes na cozinha, muitos sabores e uma boa opção ao "cansado" molho de tomate!
Espero que gostem!!



MOLHO A PROVENÇAL

INGREDIENTES: (p/ duas pessoas)

  • 300 g de ravioli pronto
  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho grande
  • 4 azeitonas sem caroço  picadas
  • 1 tomate picado
  • 1/2 colher (café) de ervas de provence
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1/2 xícara de vinho branco
MODO DE PREPARO:
Frite a cebola no azeite, quando começar a ficar transparente acrescente o alho e deixe dourar. Junte então o tomate e as azeitonas, deixando que amoleçam um pouco. Acrescente o vinho, o sal, a pimenta e as ervas, deixando ferver por mais 5 minutos. Junte os ravioles cozidos ao molho e sirva bem quente.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Por Patrícia Mendonça
Quem já conhece morre de amores e quem ainda não conhece, vai perceber que está comendo a melhor coxinha de toda sua vida! Sem exageros, a coxinha de frango da padaria Real de Sorocaba/SP ganha mais e mais fãs a cada dia que passa.

Moro em outro Estado e após peregrinar de boteco em boteco, padaria em padaria, não encontrei nenhuma coxinha que despertasse o prazer que é comer a coxinha de frango da Padaria Real.

Então, resolvi partir para a peregrinação da web para encontrar uma receita que chegasse o mais próximo possível desse salgado dos Deuses, e deu certo! =D

Vou compartilhar agora o passo-a-passo, para que você se torne um chef da coxinha de frango!

Recheio:

500g. de peito de frango sem osso
1 cebola média
Alho e o tempero da sua escolha!
Sal
Catupiry (somente para a modelagem)

Modo de preparo: Em uma panela de pressão, refogue o alho e a cebola, acrescente o peito de frango, sal a gosto e cubra com água. Eu deixei dois dedos acima do frango para que sobrasse caldo o suficiente para usar na massa. Tampe e espere pegar pressão. Cozinhe por 15 minutos.
Para desfiar o frango fiz algo que mudou a minha vida! Cortei o peito em pedaços, coloquei em um pote redondo e grande, então liguei a batedeira e desfiei usando essa maravilha de Deus! :D
Agora, em uma panela, refogue o peito de frango com o tempero de sua preferência. Eu coloquei 1/3 de cebola ralada e finalizei com cheiro-verde. Separe para que ele esfrie.


Massa:

600g. de farinha de trigo peneirada
500ml do caldo que utilizou para cozinhar o frango
500ml de leite integral (não pode ser leite desnatado, semi-desnatado ou sem lactose, ok?)
1 tablete de caldo de galinha
1 colher rasa de chá de sal (eu comecei com meia colher, pois dependendo do caldo de galinha ele já tem bastante sal)
100g. de manteiga ou margarina
½ cebola ralada
2 colheres de sopa de azeite

Modo de preparo:

Em uma panela grande insira a cebola e a refogue na manteiga. Acrescente a água, o leite, o caldo de galinha e o sal. Aguarde que ele levante fervura, então acrescente a farinha todinha de uma só vez! Sim! De uma só vez – recomendo que você use uma colher de pau -. Abaixe o fogo e use toda a força que mora dentro de você, para mexer a massa sem parar! Quando ela parar de grudar da panela pode desligar. Deixe esfriar um pouco.

Agora, coloque essa massa na sua mesa ou bancada (eu prefiro a pedra mármore, mas se não tiver, tudo bem também).

O Segredo:

Com a massa prontinha para ser sovada espalhe as duas colheres de azeite e dê aquele trato que essa massa merece. Sove bastante, até que ela esteja bastante macia. Veja essa foto:



Espere ela esfriar e então faça uma bolinha e achate em sua mão. Insira o Catupiry e o frango e então feche essa bolacha e modele no formato que você quiser. Lembre-se, a coxinha é sua e se você quiser fazer redonda, ela é sua!!! ;)

Para empanar:

3 ovos
Farinha de rosca

Passe as suas coxinhas no ovo e em seguida na farinha de rosca. Se quiser mais crocante repita esse processo.



Fritar ou assar?

Eu fiz das duas formas e ambas dão certo, porém a frita ficou bemmm mais saborosa.

Agora é só comer!

Dicas importantes: 

- Caso vá sovar a massa e ela desande, trabalhe na farinha de trigo. Ela não pode grudar na mão

- Se for fritar, o ideal é que o óleo cubra a coxinha. Para saber a temperatura certa do óleo, ao ligar a frigideira insira um palito de fósforo, quando ele acender é porque o óleo está no ponto certinho.

- Se for assar, use uma assadeira antiaderente e unte com algumas gotas de azeite, então espalhe com um papel toalha.


Gostou? Comente ou compartilhe! ;)

Veja também a Receita de Filé à Parmegiana do Bar do Alemão 

19:12 Neyma
Por Patrícia Mendonça
Quem já conhece morre de amores e quem ainda não conhece, vai perceber que está comendo a melhor coxinha de toda sua vida! Sem exageros, a coxinha de frango da padaria Real de Sorocaba/SP ganha mais e mais fãs a cada dia que passa.

Moro em outro Estado e após peregrinar de boteco em boteco, padaria em padaria, não encontrei nenhuma coxinha que despertasse o prazer que é comer a coxinha de frango da Padaria Real.

Então, resolvi partir para a peregrinação da web para encontrar uma receita que chegasse o mais próximo possível desse salgado dos Deuses, e deu certo! =D

Vou compartilhar agora o passo-a-passo, para que você se torne um chef da coxinha de frango!

Recheio:

500g. de peito de frango sem osso
1 cebola média
Alho e o tempero da sua escolha!
Sal
Catupiry (somente para a modelagem)

Modo de preparo: Em uma panela de pressão, refogue o alho e a cebola, acrescente o peito de frango, sal a gosto e cubra com água. Eu deixei dois dedos acima do frango para que sobrasse caldo o suficiente para usar na massa. Tampe e espere pegar pressão. Cozinhe por 15 minutos.
Para desfiar o frango fiz algo que mudou a minha vida! Cortei o peito em pedaços, coloquei em um pote redondo e grande, então liguei a batedeira e desfiei usando essa maravilha de Deus! :D
Agora, em uma panela, refogue o peito de frango com o tempero de sua preferência. Eu coloquei 1/3 de cebola ralada e finalizei com cheiro-verde. Separe para que ele esfrie.


Massa:

600g. de farinha de trigo peneirada
500ml do caldo que utilizou para cozinhar o frango
500ml de leite integral (não pode ser leite desnatado, semi-desnatado ou sem lactose, ok?)
1 tablete de caldo de galinha
1 colher rasa de chá de sal (eu comecei com meia colher, pois dependendo do caldo de galinha ele já tem bastante sal)
100g. de manteiga ou margarina
½ cebola ralada
2 colheres de sopa de azeite

Modo de preparo:

Em uma panela grande insira a cebola e a refogue na manteiga. Acrescente a água, o leite, o caldo de galinha e o sal. Aguarde que ele levante fervura, então acrescente a farinha todinha de uma só vez! Sim! De uma só vez – recomendo que você use uma colher de pau -. Abaixe o fogo e use toda a força que mora dentro de você, para mexer a massa sem parar! Quando ela parar de grudar da panela pode desligar. Deixe esfriar um pouco.

Agora, coloque essa massa na sua mesa ou bancada (eu prefiro a pedra mármore, mas se não tiver, tudo bem também).

O Segredo:

Com a massa prontinha para ser sovada espalhe as duas colheres de azeite e dê aquele trato que essa massa merece. Sove bastante, até que ela esteja bastante macia. Veja essa foto:



Espere ela esfriar e então faça uma bolinha e achate em sua mão. Insira o Catupiry e o frango e então feche essa bolacha e modele no formato que você quiser. Lembre-se, a coxinha é sua e se você quiser fazer redonda, ela é sua!!! ;)

Para empanar:

3 ovos
Farinha de rosca

Passe as suas coxinhas no ovo e em seguida na farinha de rosca. Se quiser mais crocante repita esse processo.



Fritar ou assar?

Eu fiz das duas formas e ambas dão certo, porém a frita ficou bemmm mais saborosa.

Agora é só comer!

Dicas importantes: 

- Caso vá sovar a massa e ela desande, trabalhe na farinha de trigo. Ela não pode grudar na mão

- Se for fritar, o ideal é que o óleo cubra a coxinha. Para saber a temperatura certa do óleo, ao ligar a frigideira insira um palito de fósforo, quando ele acender é porque o óleo está no ponto certinho.

- Se for assar, use uma assadeira antiaderente e unte com algumas gotas de azeite, então espalhe com um papel toalha.


Gostou? Comente ou compartilhe! ;)

Veja também a Receita de Filé à Parmegiana do Bar do Alemão 

domingo, 23 de novembro de 2014



Ainda na mesma linha diet/light fiz estes bolinhos modificando uma receita que encontrei na internet e aproveitando as gemas que tinham sobrado na geladeira. Ficou especialmente delicioso!


Bolinhos de cacau em pó

2ovos
2gemas
6cs adoçante culinário
6cs leite em pó
1/4 x leite desnatado
2 cs cacau em pó
1 cs rasa de fermento em pó
Bater bem os ovos com o adoçante e o cacau em banho maria. Juntar o leite em pó, o leite e por ultimo o fermento. Levar para assar. Depois de assado cobrir com a calda de cacau feita com uma lata de leite condensado diet e 2cs de cacau em pó. Levar a calda ao fogo só até levantar fervura e cobrir os bolinhos.
16:08 Neyma


Ainda na mesma linha diet/light fiz estes bolinhos modificando uma receita que encontrei na internet e aproveitando as gemas que tinham sobrado na geladeira. Ficou especialmente delicioso!


Bolinhos de cacau em pó

2ovos
2gemas
6cs adoçante culinário
6cs leite em pó
1/4 x leite desnatado
2 cs cacau em pó
1 cs rasa de fermento em pó
Bater bem os ovos com o adoçante e o cacau em banho maria. Juntar o leite em pó, o leite e por ultimo o fermento. Levar para assar. Depois de assado cobrir com a calda de cacau feita com uma lata de leite condensado diet e 2cs de cacau em pó. Levar a calda ao fogo só até levantar fervura e cobrir os bolinhos.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Desde abril estou fazendo a dieta Dukan, que é toda a base de proteína. Desde então já eliminei 20 quilos e tenho experimentado receitas que não levam nem açúcar, nem farinha, nem gordura, o que é praticamente impossível. Tenho conseguido fazer alguns docinhos bem gostosos que saciam a vontade de um docinho. Este bolinho já fiz outras vezes e a cada vez tento melhorar, mudando algumas coisinhas. Este bolinho ficou bem gostoso e mata aquela "boca nervosa" de doce.

Bolinhos de laranja



2 ovos
4 cs de leite em pó
1 cs de maizena
2 cs de adoçante F e F
1/2 envelope de clight laranja
1 pote de iogurte grego zero
1 csob rasa de fermento em pó

Misture todos os ingredientes, menos o fermento e bata bem até ficar uma mistura lisa. No final acrescente o fermento e misture. Distribua em 10 forminhas de cupcake de  silicone e leve ao forno médio por 20 minutos.

 Cobertura:
1 copo d'água
1/2 envelope de clight laranja
1 c sob rasa de maizena

Misture tudo e leve ao fogo para engrossar. Cubra os bolinhos.




18:28 Neyma
Desde abril estou fazendo a dieta Dukan, que é toda a base de proteína. Desde então já eliminei 20 quilos e tenho experimentado receitas que não levam nem açúcar, nem farinha, nem gordura, o que é praticamente impossível. Tenho conseguido fazer alguns docinhos bem gostosos que saciam a vontade de um docinho. Este bolinho já fiz outras vezes e a cada vez tento melhorar, mudando algumas coisinhas. Este bolinho ficou bem gostoso e mata aquela "boca nervosa" de doce.

Bolinhos de laranja



2 ovos
4 cs de leite em pó
1 cs de maizena
2 cs de adoçante F e F
1/2 envelope de clight laranja
1 pote de iogurte grego zero
1 csob rasa de fermento em pó

Misture todos os ingredientes, menos o fermento e bata bem até ficar uma mistura lisa. No final acrescente o fermento e misture. Distribua em 10 forminhas de cupcake de  silicone e leve ao forno médio por 20 minutos.

 Cobertura:
1 copo d'água
1/2 envelope de clight laranja
1 c sob rasa de maizena

Misture tudo e leve ao fogo para engrossar. Cubra os bolinhos.